A minha trajetória de vida

Aos meus 11 anos foi quando tudo começou, com um jogo Minecraft. Eu jogava em uma LAN House perto de casa. Vocês devem estar imaginando uma parecida com essa:

Infelizmente não, era uma bem mais antiga, até porque na época quase não existia nenhuma LAN House assim moderna. A que eu ia era algo parecido com isso:

É bem antiga… E foi ai que eu passei boas tardes jogando CSHalf-Life entre outros jogos.

Um grande dia um amigo meu que conheci lá mesmo me mostrou o Minecraft. Claro, era a primeira versão do jogo. Lembro de ser uma versão alpha, eu joguei por dias e depois de alguns meses eu continuei jogando em casa no computador da minha irmã que era bem velho, o jogo nem rodava direito.

Passado 1 ano de conhecimento do jogo Minecraft eu descobri que o jogo possuía o modo multi jogadores, o que na época era muito difícil, pois jogos onlines eram raros e difíceis de configurar. Bom, o Minecraft não era diferente dos outros jogos com modo online, então eu fui pesquisar e corri atrás de conhecimento para conseguir jogar. Infelizmente, depois de um tempo, a única resposta que eu tinha era que para jogar a versão multi jogadores necessitaria de uma conta paga do jogo, e também achar um servidor brasileiro, o que era muito difícil, então por um tempo eu desisti da ideia.

Porém, depois de alguns meses quando estava navegando pela internet descobri que existiam alguns servidores brasileiros, que aceitavam os jogadores chamados como piratas, porém a estrutura desses servidores eram muito ruins e você precisava instalar diversos programas em seu computador para conseguir jogar neles, e ainda assim, o jogo ficava travando, então foi ai que eu decidi uma grande coisa na minha vida: eu queria criar o meu próprio servidor para jogar com o mundo.

Depois de ter tomado essa grande decisão eu pesquisei muito como construir isso, e me lembro que o meu primeiro servidor aberto ao publico foi feito ainda com aquelas complicações que todos os outros tinham, em que o jogador precisava ter um programa instalado para conseguir jogar, mas felizmente eu não parei de buscar soluções. Depois de 1 ano de tentativas e pesquisas eu lancei um versão melhorada do meu servidor ao publico sem necessidade dos jogadores instalarem um programa para jogar, eles só precisavam ter o jogo e colocar o endereço de IP do servidor na lista deles. Foi aí que aos meus 13 anos eu lancei um servidor de Minecraft brasileiro, e com isso, lancei uma marca sem saber eu estava criando uma possível grande empresa.

Planetacraft_BR era o nome da minha primeira marca. Logo após o lançamento público no ano de 2012, eu ainda precisei estudar muito para melhorar cada vez mais a experiência do jogador. Eu não queria ser só um servidor para jogar com meus amigos, então eu estudei bastante para melhorar.

O começo do aprendizado que tive criando essa marca foi bem básico. Eu comecei fazendo coisas como configurações de plug-ins, configuração de servidores Linux, configuração de DNS, acesso a SSH, alguns comandos Linux, como fazer as compras de domínios de site, o porque existia o DNS, mas tudo isso ainda não era o suficiente. Eu apenas aprendia a usar ferramentas já existentes para criar o meu servidor, e eu queria muito mais.

1 ano depois veio o melhor ano da minha marca, logo o início do ano eu comecei um projeto de criar um website para o servidor onde as pessoas teriam um complemento do que tem no jogo. Fui atrás de aprender o básico sobre criação de sites próprios. Aprendi HTMLCSSJS e PHP e depois de alguns meses lancei o primeiro site do servidor com muitas coisas interessantes: o jogador conseguia verificar se algum nickname era ou não possível ser usado para entrar no servidor, verificar status dos servidores, se estava cheio, qual servidor estava mais vazio, etc. Isso era necessário já que cada servidor tinha um determinado limite de jogadores online. Nessa época já éramos uma rede de servidores.

Por que o ano de 2013 foi o melhor ano da minha marca?

Simplesmente foi o ano que mais tivemos jogadores registrados e jogando simultaneamente nos servidores, estávamos entre os servidores mais jogados do Brasil, nossa equipe estima que tínhamos em torno dos 480 mil jogadores registrados no ano de 2013. Estávamos em um crescimento gigantesco o ano todo, e eu com os meus 14 anos estava tentando lidar com a quantidade de pessoas que jogavam, eu realmente não sabia o quão aquilo poderia ser lucrativo e foi ai que eu errei. Eu não era um administrador, adquiri apenas conhecimentos técnicos de tecnologias, e não pensei que aquilo poderia virar uma empresa.

Na metade do ano que percebi que poderia virar uma empresa, então contratei uma empresa para montar o que seria a segunda versão do site da marca, a ideia era que no novo site os jogadores poderiam fazer a compra de pacotes VIPs. Esses pacotes davam vantagens para os jogadores no game e o investimento para a criação desse novo site foi de mais de mil reais. Mesmo depois desse investimento todo que fizemos para iniciar as vendas e tentar começar a lucrar não conseguíamos compras e nessa trajetória fracassada de tentar conseguir lucrar com essa marca eu aprendi as coisas principais para um negocio funcionar: Marketing e Administração.

No mesmo ano (2013), eu estava fazendo um curso na escola S.O.S de Web Designer e foi lá que aprendi a base sobre programação WEB. Adquiri lá conhecimento nos programas dos pacotes Adobe, incluindo o Adobe Dreamweaver onde aprendi HTMLCSSJSPHP e MYSQL, porém, tudo de forma muito simples.

Durante muito tempo eu segui aprendendo conforme a necessidade da minha marca e na época o curso citado acima foi o único que fiz. Depois de ter finalizado ele eu segui aprendendo programação por conta própria, melhorando tanto na programação web e banco de dados quanto em programação de plug-ins para o jogo Minecraft e logo no ano de 2015 com meus 16 anos eu comecei a programar em Java para fazer o desenvolvimento dos plug-ins próprios do servidor ao invés de utilizar os de terceiro e apenas configurá-los. Nesse mesmo ano conheci um grande desenvolvedor e um grande amigo Adrian Cesar que entrou para a equipe do servidor como desenvolvedor e ele iria ajudar a desenvolver nossos plug-ins e sistemas.

Levamos 3 meses para reconstruir todo o servidor que tínhamos, e mudamos tudo, eu e o Adrian Cesar criamos dois plug-ins global para ser utilizado em todas as maquinas, e outro plug-in que iria se diferenciar dependendo da máquina que estava instalado. Apenas 2 plug-ins ficavam responsáveis por gerenciar todos os nossos servidores, eles faziam login, cadastro, nível, skills, compra e vendas de itens no servidor, etc., e para tudo isso acontecer teria que ter um banco de dados.

Bom, a separação de trabalho para desenvolvimento do novo servidor funcionava assim: Adrian Cesar criava os plug-ins em Java, enquanto eu criava as APIs em PHP que ficava alocada no site, fazia as conexões com o banco e retornava respostas em JSON. A infra-estrutura de servidores também mudou. Antigamente, tínhamos várias máquinas e vários IPs e os jogadores tinha que entrar no IP que estava mais vazio. Agora, já não é mais necessário, existia apenas um IP camuflado por um domínio e quando o jogador acessava, os plug-ins faziam o gerenciamento dos jogadores fazendo a ponte para enviar o jogador para diversas maquinas diferente clonadas.

Como todos os dados estavam em um banco de dados único que se comunicava via API com o Java, podíamos clonar maquinas com os mesmos mapas e fazer o Java identificar quando as máquinas estavam lotadas e redirecionar os jogadores para outras máquinas sem a necessidade dele digitar o IP. E como se não bastasse, tínhamos um sistema financeiro e de vendas automatizado. Todo jogador registrado no servidor também possuía registro no site e ele podia logar e verificar diversas coisas no site como nível, avanços etc., e claro ele podia fazer compras de itens e vantagens no jogo. Toda essa transação de compras feitas através do PagseguroPaypal Paygol eram automatizadas logo após a aprovação de pagamento. O produto comprado pelo jogador já era disponibilizado para ele em compras por cartão e em questão de segundos o item já estava na conta do jogador.

E esse foi o resultado visual dessa nova reestrutura do servidor:

Com o lançamento da nova versão do servidor eu também comecei a adquirir conhecimento na área de áudio visual, porque resolvi fazer gravações no youtube, edição de vídeo, utilizar câmeras, microfones etc. e aprendi bastante coisa sobre isso. Divulguei meu servidor e minha marca pelo meu canal do youtube e eu não tinha apenas um, eu tinha o meu pessoal e o do meu servidor.

Agora vamos pular um pouco os anos pois a história sobre essa minha primeira marca é bem longa e extensa. Caso se interessarem, temos um site dedicado em mostrar um pouco sobre como foi o servidor com fotos, vídeos, um pouco sobre a história, dados estimados e códigos fontes Java criados e utilizados no servidor.

Agora chegando um pouco mais perto em 2016 eu passei a entrar na área de computação gráfica. Eu já sabia o básico sobre edição de imagens e criação de ilustrações, mas eu queria um conhecimento melhor, então comecei a minha maratona de cursos. O meu primeiro foi na escola 4fun, onde fiz um curso de computação gráfica e fiquei 3 meses só pois não dei conta de pagar tantos cursos ao mesmo tempo. Também comecei a fazer na escola SAGA um curso de Arte Digital, onde fiquei durante 2 anos e concluí. No mesmo período também estava fazendo na escola RedZero o curso de Digital Arts e fiquei 1 ano e meio e também concluí o curso.

Toda essa maratona me deixou com ainda mais conhecimento em diversas ferramentas de Design. Eu aprendi a criar jogos, vídeos profissionais, curtas, filmes, animações, ilustrações, personagem 3D, etc. O conhecimento foi bem amplo, mesmo eu escolhendo fazer basicamente os mesmos cursos em todas as escolas. Eu aprendi de formas diferentes e ferramentas diferentes em cada uma das escolas, e isso me fez saber resolver problemas do tipo “ah esse programa não funciona no linux”. Por exemplo, na RedZero e SAGA usamos bastante o pacote Adobe, mas na 4fun eu usei programas como o Gimp que é um bom substituto do Adobe Photoshop e funciona no Linux, então eu achei bem válido ter optado por estes cursos.

Entre 2016 e 2017 eu também fiz um curso de inglês com informática básica na Enjoy que depois trocou de nome e virou Instituto Acelerado. Lá aprendi um pouco do inglês, porem, não consegui sair falando bem a língua e até hoje busco tentar aprender melhor. Já na parte de informática básica eu não cheguei a aprender quase nada de novo e cheguei a pular basicamente todo o curso pois já tinha conhecimento.

Enfim estamos chegando ao ano em que eu fiz mais coisas e evolui de uma forma que não esperava – 2018. Logo de cara comecei fazendo um curso no Senac sobre Javascript Jquery com bolsa integral. O curso teve 40hrs e durou 1 mês mas pude aprimorar alguns conhecimentos sobre Javascript.

Minha primeira marca, o servidor Planetacraft_BR, foi fechado em 2016 por questões financeiras e como citei, meu principal erro meu nele foi não saber administrar. Então agora em 2018 eu resolvi aprender mais sobre administração então eu entrei em um curso na Anhembi Morumbi que fazia parte do Projeto Qualifica Brasil e seria um curso compilado sobre Administração de empresasMarketing Logística. Fiquei no curso mais ou menos 5 meses e desisti, pois não estava adquirindo o que esperava de conhecimento e também as conexões de pessoas não estavam como eu esperava.

No mesmo período eu prestei o vestibular da Etec Parque Belêm e entrei no curso de Administração. Cheguei a fazer o primeiro semestre completo, mas desisti do resto pois eu comecei a trabalhar na FCamara. Mesmo assim, com os dois cursos eu consegui aprender o básico da Administração e me deu um incentivo a continuar buscando mais sobre essa área e estudo até hoje.

Nesse meio tempo eu sempre estava programando e adquirindo conhecimento em tecnologias por conta própria. Antes de trabalhar para a FCamara, eu trabalhava como Freelancer tanto de Programação como de Design. Durante esse tempo, trabalhei para várias empresas que me contratavam com freelas como RiversBlue Pixel.

Antes mesmo de fechar a Planetacraft_BR eu lancei uma segunda marca que levo até hoje: a PlanetsWEB, uma empresa que tive a ideia de fornecer meus serviços de criação de sites e sistemas, mas que até hoje é um pouco pequena.

Nesse ano de 2018 eu participei de vários Hackathons e cheguei a ganhar o Hackathon da LTM de 2018 que inclusive aconteceu no espaço da FCamara.

E como estou nesse ano de 2019?

Com 19 anos estou atualmente trabalhando na FCamara como Desenvolvedor full-stack e também com minha empresa PlanetsWEB, sendo Desenvolvedor e Administrador. Comecei também a organizar eventos e lives no youtube para a comunidade Nerdzão e estudo constantemente sobre programação, comunicação, assuntos financeiros etc. Estou atualmente fazendo um curso chamado Maratona Data Science Brazil onde é abordada Inteligencia Artificial, e vários outros cursos na Udemy, também sobre IA.

Essa foi a história da minha vida. Todos nós escolhemos nosso caminho e modelamos da forma que queremos. Você deve ser responsável sobre si mesmo e não deixar nada te derrubar no caminho.